terça-feira, 18 de outubro de 2011

Um novo ...


Paddy Considine - IRL, 2011

Um desejo antigo ...

Tomas Alfredson - SUE, 2004.
Depois de um pequeno inverno da alma, voltando com minhas esquisitices...

terça-feira, 16 de agosto de 2011

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

AGUARDANDO ANSIOSAMENTE

TWIXT - Francis Ford Coppola, USA, 2011.

Motivo: Coppola é indispensável e Elle Fanning, uma das maiores promessas de Hollywood, já é realidade.

A DANGEROUS METHOD - David Cronenberg, 2011.

Motivo: Cronenberg precisa de algum motivo para ser adorado?


LIKE CRAZY - Drake Doremus, USA, 2011.

Motivo: sensação do momento.


CONTAGION - Steven Soderbergh, USA, 2011.

Motivo: Soderbergh fazendo algo diferente.

WE NEED TO TALK TO KEVIN - Lynne Ramsay, 2011.

Motivo: além do tema espinhoso, a diretora é uma das mais ousadas que o cinema contemporâneo nos deu.


MELANCHOLIA - Lars Von Trier, 2011.

Motivo: porque Kirsten Dunst é diva, porque Lars Von Trier resolveu trollar com Cannes e se declarou nazista ... e apesar das péssimas crítcas ao filme, precisa de algo mais?

THE IRON LADY - Phyllida Loyd, ING, 2011.

Motivo: Margareth Thatcher + Meryl Streep? Indicação ao Oscar, com certeza!


MY WEEK WITH MARILYN - Simon Curtis, EUA, 2011.

Motivo: eu nunca gostei da Michelle Williams na época de Dawson´s Creek, mas hoje ela tem se mostrado uma excelente atriz.

MARTHA MARCY MAY MARLENE - Sean Durkin, EUA, 2011.

Motivo: história aparentemente boa, paranoia, irmã Olsen desconhecida.








quinta-feira, 4 de agosto de 2011

EL ÚLTIMO VERANO DE LA BOYITA - Julia Solomonoff, ARG, 2011.

XXY - Lucía Puenzo, ARG, 2007.
Assassinos também veem filmes

Fonte: Yahoo.

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

13 TZAMETI - Géla Babluani, ING, 2005.

13 - Géla Babluani, USA, 2010.

MICHAEL - Markus Schleinzer, FRA, 2011.
THE MUST BE THE PLACE - Paolo Sorrentino, USA, 2011.
WE NEED TO TALK ABOUT KEVIN - Lynne Ramsay, ING, 2011.

Baseado no livro de mesmo nome de Lionel Shriver:



THE UNINVINTED - Charles Guard e Thomas Guard, EUA, 2009.
THE TREE OF LIFE - Terrence Malick, EUA, 2011.
ORANGES AND SUNSHINE - Jim Loach, IRE, 2010.
HORS SATON - Bruno Dumont, FRA, 2011.
TOMBOY - Céline Sciamma, FRA, 2011.
Bruno Dumont imprescindível.
Alguns filmes que quero assistir do Sundance 2011!

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Seria o EUROSHOCK uma forma legítima de arte?

terça-feira, 14 de junho de 2011

Prometheus (Ridley Scott), 2012.

A origem da saga do clássico Alien.
Nova série produzida por Steven Spielberg, com estreia prevista no Brasil no dia 27 de junho no TNT.


É a história de um grupo de humanos sobreviventes após a invasão de alienígenas.
A conferir.
Os Goonies + E.T. = Super 8?

sexta-feira, 10 de junho de 2011

Aí vem uma louca qualquer (Jess Manafort) e resolve fazer um remake (Cowgirl Bandits) do intocável clássico Thelma & Louise. Não está fácil não!

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Biutiful (Alejandro González Iñárritu), 2.010.

A perfeição humana baseada na imperfeição humana.
Belíssimo filme.
Super 8 ( J. J. Abrams), EUA, 2.010.

Delícia de texto da Ana Maria Bahiana sobre o novo filme do J. J. Abrams.

sexta-feira, 3 de junho de 2011

Seria o cinema necrorealista uma forma legítima de arte?



*** Yevgeniy Yufit, diretor russo, criador do Necrorealismo.

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Angelus Novus - Paul Klee

"O anjo da história deve ter esse aspecto. Seu rosto está dirigido para o passado. Onde nós vemos uma cadeia de acontecimentos, ele vê uma catástrofe única, qua acumula incansavelmente ruína sobre ruína e as dispersa a nossos pés. Ele gostaria de deter-se para acordar os mortos e juntar os fragmentos. Mas uma tempestade sopra do paraíso e prende-se em suas asas com tanta força que ele não pode mais fechá-las. Essa tempestade o impele irresistivelmente para o futuro, ao qual ele vira as costas, enquanto o amontoado de ruínas cresce até o céu. Essa tempestade é o que chamamos de progresso".
(BENJAMIN, Walter. Magia e técnica, arte e política: ensaios sobre literatura e história da cultura, 7º ed. São Paulo: Brasiliense, 1994, pag. 226).

segunda-feira, 30 de maio de 2011

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Clássicos podreiras contemporânos ...

David Moreau/Xavier Palud, ROM, 2006.


Alexandre Aja, FRA, 2003.


Pascal Laugier, FRA, 2008.


Alexandre Bustilho/Julien Mauri, FRA, 2007.


Jaume Balagueró/Paco Plaza, ESP, 2007.

 Greg Mclean, AUS, 2005.


Neil Marshall, ING, 2005.
Interessante notar que quase todos os clássicos podreiras da década de 70 e 80 foram feitos nos EUA e, hoje em dia, todos os filmes bons de terror vêm da Europa ou Ásia! Atualmente os EUA, nessa categoria,  não produzem nada de bom e só fazem copiar o que tem de melhor por aí.
E já que o assunto é podreira clássica ...

Wes Craven, EUA, 1972.


Meir Zarchi, EUA, 1978.


Bo Arne Vibenius, SUE, 1974.


John Carpenter, EUA, 1978.



Sam Raimi, EUA, 1981.


Brian de Palma, EUA, 1976.


Clive Barker, EUA, 1987.


Wes Craven, EUA, 1984.



Sean S. Cunningham, EUA, 1980.


Tobe Hooper, EUA, 1974.